LOADING

Conteúdo Evergreen: O Que É e Dicas de Como Produzir (+13 Exemplos)

Controle de Projetos, Tarefas, Clientes e Colaboradores

Img
Img

[ad_1]

o que é conteudo evergreen e dicas de criação

Marcas que desejam estar em evidência ao longo do tempo buscam o que chamamos de conteúdo evergreen.

Se você pouco ou nada sabe a respeito, não se preocupe, pois nunca é tarde para aprender.

Mas há bons motivos para você ler este artigo até o fim e ficar por dentro de como essa estratégia funciona.

Para começar, cabe lembrar que não é tão simples alcançar o sucesso no marketing de conteúdo.

Afinal, é necessário que você produza uma série de textos com técnicas de SEO (Search Engine Optimization).

Sem falar em todo o planejamento por trás desse esforço.

E isso, obviamente, representa um dispêndio de recursos, que podem ser tanto financeiro quanto de tempo.

No entanto, se você alcançar o topo do Google para um termo que mantém um bom volume de procura, ele continuará a gerar tráfego por um longo tempo.

Ou pode gerar.

E é justamente sobre isso que quero falar.

A criação de artigos perenes é a melhor maneira para atrair visitantes regulares para o seu blog e potencializar os ganhos com seu conteúdo.

Se você quer aprender a criar conteúdo evergreen, chegou ao lugar certo.

Neste texto, trago dicas de produção para que o seu jardim seja sempre mais verde que o dos concorrentes.

Vamos em frente?

O que é conteúdo evergreen?

o que e conteudo evergreen

O conteúdo evergreen é aquele que gera resultados continuamente. Em outras palavras, não envelhece. Ele se mantém relevante por um longo período de tempo, ocupando espaço nos motores de pesquisa e gerando tráfego constante para uma página de um blog.

Como você pode imaginar, isso auxilia estratégias de inbound ao atrair visitantes e gerar leads de maneira regular.

Nesse cabo de guerra, do outro lado da corda, temos os conteúdos instantâneos.

Afinal, os usuários têm dúvidas pontuais e permanentes.

Um bom exemplo do primeiro caso são os sites de notícias, cujos conteúdos normalmente têm prazo de validade.

Um grande acontecimento gera uma tendência por buscas por termos que antes seriam irrelevantes.

Nesse caso, há um grande volume de tráfego por um curto período de tempo.

Quando o interesse diminui, o seu conteúdo passa às moscas e recebe poucas visitas.

Ou seja, são páginas com prazo de validade.

O conteúdo evergreen, por outro lado, mantém-se fresco por muito tempo.

O termo em inglês se refere à grama.

Certamente, o desejo de qualquer um que tem um jardim é que ela permaneça sempre verde, não é mesmo?

Essa analogia funciona perfeitamente em ações de marketing de conteúdo.

Afinal, é desejado que o conteúdo continue produzindo com o passar dos anos.

Veja bem, isso não significa que ele não possa ser atualizado.

Não só pode como deve, pois isso é bem-visto aos olhos do Google.

No entanto, quando você otimiza uma página para mecanismos de buscas, ele é influenciado por mais de 200 fatores de ranqueamento.

E um dos principais é a idade da página.

Quanto mais antiga, melhor.

Vamos supor que o seu blog contém um artigo cujo título é “Como usar o WordPress”, uma keyword de boa relevância.

O WordPress é uma ferramenta tecnológica e, como tal, recebe updates frequentes.

Com isso, podem ser necessárias mudanças no texto ou simplesmente seu enriquecimento.

No entanto, componentes como URL, título, subtítulos, tags e descrições são mantidas, conservando sua prioridade para o mecanismo de buscas.

É claro que isso deve ser feito somente para melhorar ainda mais o posicionamento.

Se a sua página mantém a primeira colocação, não são necessárias mudanças, a não ser que você ache que elas sejam importantes para o usuário – e para conservar seu texto no topo.

Assim, fica nítido que o conteúdo evergreen é a chave para o sucesso de uma estratégia de conteúdo.

3 motivos para criar conteúdo evergreen

motivos para criar conteudo evergreen e a relação com SEO

Existem algumas razões bastantes claras para que você crie conteúdo evergreen.

A seguir, conheça quais são as principais delas.

1. Autoridade e reconhecimento

Você ou a sua marca certamente querem receber o devido reconhecimento do público.

Mais que isso, desejam ter os devidos créditos e se mostrar uma referência no tópico em questão.

Quando as pessoas passam a visitar sua página, há também ganhos em questões de branding e de autoridade.

Sobre o segundo, ele vai além da esfera intangível, funcionando como uma alavanca para ações de SEO.

Outro dos fatores mais importantes para o Google é chamado de Autoridade de Página.

Ele é diretamente influenciado pelos links de entrada, referências posicionadas em outras páginas da web que levam as pessoas ao seu blog.

Portanto, o conteúdo sempre verde tem a função extra de estimular o redirecionamento, já que, provavelmente, receberá uma boa quantidade de menções pelos confins da web.

2. Tráfego orgânico

A principal funcionalidade do conteúdo evergreen é fazer com que as pessoas acessem um blog.

Ou seja, gerar tráfego.

As estratégias de marketing digital são compostas por duas maneiras de levar visitantes às páginas de um site: a paga e a gratuita.

No primeiro caso, a tática é conhecida como links patrocinados.

Nela, os usuários são estimulados a clicar em links expostos em plataformas de publicidade.

Isso acontece, por exemplo, em mecanismos de buscas, em redes sociais e em websites.

Já a outra não implica a necessidade de pagamento. É o chamado tráfego orgânico.

Ele é assim conhecido porque as pessoas chegam ao local desejado naturalmente, sem a presença de investimento financeiro.

Nesse método, normalmente, são utilizadas palavras-chave de alta relevância e otimização para motores de pesquisa.

Assim, sempre que um usuário realiza uma busca, é direcionado à página que melhor responde às suas dúvidas.

3. Geração de leads

As ações na web são conectadas.

Em atividades que integram a estratégia de funil de vendas, há um ciclo que inclui a atração, a conversão e o fechamento do negócio.

Na primeira etapa, temos o exemplo citado no tópico anterior, que busca fazer com que pessoas interessadas no tema cheguem até uma determinada página.

Na continuidade, o objetivo é fazer com que forneçam um meio de contato, como a inscrição em uma newsletter, por exemplo.

A essa prática chamamos de geração de leads.

Com o e-mail de contato em mãos, é possível estabelecer um relacionamento contínuo com o usuário.

E, assim, gerenciar sua confiança para que em algum momento ele se torne um cliente.

Como ter ideias de conteúdo evergreen

pesquisa de mercado na criação de conteúdo evergreen

Existem diversas formas de ter ideias de conteúdo evergreen.

A primeira delas é a pesquisa de mercado.

Por meio dessa estratégia, você pode descobrir quais são as principais dúvidas do público e respondê-las em formato de artigos otimizados.

No entanto, essa tática geralmente exige investimento.

Por conta disso, existem diversas ferramentas que podem ser utilizadas para obtenção de insights.

Se você quer um aliado poderoso e que não pesa no orçamento, recomendo a você a minha Ubersuggest.

Com ela, você pode gratuitamente inserir palavras-chave para descobrir seu volume de procura e concorrência.

Outras opções incluem Keyword Tool, Ahrefs, Moz, SEMRush e Keywords Everywhere.

Além disso, o próprio Google oferece a sua ferramenta, o Planejador de Palavras-Chave.

Nesse sentido, há outros utilitários que utilizamos no dia a dia, mas nem sempre percebemos sua importância.

Um deles é o autocomplete do Google.

Quando você digita um termo de pesquisa na barra de buscas, o próprio mecanismo apresenta algumas sugestões.

Isso significa que há um bom volume de procura por ele, então, pode ser uma boa ideia utilizá-lo em seus textos.

Se você rolar o scroll até o fim da página, também verá uma lista de palavras-chave relacionadas, que possui função semelhante.

Outro método interessante é a avaliação de textos antigos do seu próprio blog ou de sites concorrentes.

Durante a leitura, é provável que você encontre termos relevantes para os quais há pouca concorrência.

É válido lembrar que novos termos surgem todos os dias.

Há alguns anos, palavras como SEO e inbound marketing sequer faziam parte do nosso vocabulário e, hoje, são importantes demais para os resultados.

Por isso, ferramentas como o Google Trends e os Trending Topics do Twitter podem trazer algumas boas ideias de keywords que serão buscadas por um longo tempo.

3 Dicas para escrever conteúdo evergreen

personas no processo de criação de conteúdo evergreen

Ao longo dos anos, os principais produtores de conteúdo identificaram alguns padrões interessantes para redigir conteúdo evergreen.

Abaixo, veja algumas das principais práticas observadas para criá-los com sucesso.

1. Alinhe a persona e fases de funil

Como já dito, o conteúdo sempre verde é excelente para alimentar a metodologia de marketing de entrada.

Mas é preciso reconhecer que as pessoas podem ingressar em diferentes etapas no funil de vendas.

Tudo depende do quão próximo a persona está do momento da compra.

No início, temos algumas dúvidas mais genéricas, normalmente associadas a conceitos.

Um bom exemplo, nesse caso, seria um texto com o título “o que é marketing digital”.

Em fases mais avançadas, as dúvidas começam a afunilar.

O nível de educação do usuário sobre um tema pode significar uma inclinação maior ao fechamento do negócio.

O que significa que, mesmo que gere menos tráfego, ele tem maior qualidade.

No caso, “o que é SEO” ou “como investir em links patrocinados” são dúvidas de quem já passou pelo primeiro estágio.

Aprofundando ainda mais, é possível que um número limitado de usuários se interesse por um material cuja apresentação é “qual é a melhor plataforma de automação de e-mail marketing”.

E há ainda o conteúdo voltado a usuários bastante avançados, algo como “como utilizar a Ubersuggest para ter ideias de conteúdo”.

Por isso, é preciso se preocupar em alinhar o nível de entendimento do cliente ideal ao seu grau de conhecimento e afinidade com o assunto.

2. Escreva sobre temas atemporais

O objetivo do conteúdo evergreen é justamente evitar que ele expire.

Antes de começar a escrevê-lo, você precisa refletir sobre o seu prazo de validade.

Ao criar uma peça com o título “Saiba como se inscrever no Google Training Day 2020”, ele pode gerar bons resultados no curto prazo.

No entanto, “saiba o que é o Google Training Day”, um evento que ocorre regularmente, pode ter uma performance longeva.

3. Tenha um call to action

Lembre que todo conteúdo criado tem um objetivo.

Por isso, não deixe de inserir uma chamada para a ação em cada um deles e estimular um novo passo dentro da jornada de compra.

Alguns dos convites mais utilizados como CTA (call to action) são:

  • Leia também
  • Inscreva-se na newsletter
  • Baixe o ebook
  • Siga-nos nas redes sociais
  • Entre em contato
  • Faça um teste gratuito.

Esse componente é variável, já que depende do posicionamento estratégico definido no planejamento.

11 Exemplos de conteúdo evergreen

wordpress como exemplo de empresa que produz conteúdo evergreen

Agora, é chegado o momento de conhecer alguns exemplos de conteúdo evergreen que podem ser utilizados em sua estratégia.

Antes, vale lembrar que não há uma regra que generalize a produção.

Apenas tenha em mente que as dúvidas devem ser de interesse geral e permanente.

Dito isso, vamos à inspiração!

1. Conceituais

Os textos que apresentam a definição de conceitos, normalmente, apresentam um bom volume de buscas e procura constante.

Além disso, costumam ser iniciados com “o que é”.

  • Exemplo: O que é social media?

2. Comparativos

Textos comparativos apresentam a relação entre dois elementos.

São muito valiosos pelo fato de que o usuário costuma estar próximo à tomada de decisão.

  • Exemplo: WordPress ou Blogspot: afinal, qual a melhor plataforma de blog?

3. Listas

As listas apresentam bons índices de engajamento.

Devem ser escaneáveis para que o leitor possa encontrar as informações que deseja rapidamente.

  • Exemplo: As 13 melhores ferramentas de e-mail marketing do mercado.

4. Curiosidades

Os textos sobre curiosidade são ótimos para a etapa de entrada do funil.

Eles reúnem informações diversas sobre um determinado tema.

  • Exemplo: Saiba tudo que o algoritmo do Google esconde de você.

5. Guias

Os guias ou tutoriais apresentam um passo a passo para realizar determinada ação descrita no título.

São máquinas de tráfego e devem ser detalhados.

  • Exemplo.: Como criar uma fanpage no Facebook em 5 passos.

6. Perguntas

Além de estimular o clique, perguntas são ótimas como conteúdo evergreen.

Normalmente, são diretas e refletem exatamente a pesquisa do usuário no buscador.

  • Exemplo: Quais são os 8 Ps do marketing digital?

7. Mitos

Os mitos visam desvendar mistérios ou esclarecer algo sobre conhecimento difundido que gera dúvidas nos usuários.

  • Exemplo: Verdade ou farsa: o Google comercializa as informações do usuário?

8. Glossário

Glossários também são ótimos formatos de conteúdo evergreen.

Eles podem ser posicionados para diversas palavras-chave em um só texto.

  • Exemplo: Dicionário do marketing online: conheça os principais termos para começar.

9. Histórico

Não se pode alterar aquilo que já passou.

Por conta disso, textos que contam eventos passados são bastante populares.

  • Exemplo: Conheça tudo sobre a história da Apple.

10. Indicação de filmes, livros e aplicativos

Filmes, livros e aplicativos são bastante procurados na web.

Portanto, essa é uma ótima oportunidade para se aproveitar disso e gerar tráfego para o seu blog.

  • Exemplo: Veja um resumo do livro “Trabalhe 4 horas por semana”.

11. Checklist

Checklists são consultadas quando alguém deseja executar determinada ação.

Ou seja, são bastante parecidos com os tutoriais passo a passo.

  • Exemplo: Checklist para anunciar no Facebook Ads.

12. Bibliografia

Nomes de pessoas populares também são buscadas com frequência na internet.

Por conta disso, pode valer a pena criar artigos utilizando-os como keyword principal.

  • Exemplo: Quem é Larry Page?

13. Profissões

Profissões são um tema sempre em alta.

Ao se aprofundar em determinada carreira, você pode conseguir novos visitantes.

  • Exemplo: Afinal, o que faz um social media?

Conclusão

Não resta nenhuma dúvida sobre a importância do conteúdo evergreen em estratégias de marketing.

Neste artigo, você aprendeu o que é e os principais motivos para aplicá-lo.

Além disso, viu como ter ideias para criar textos nesse formato e algumas dicas essenciais ao redigi-los.

Por fim, conheceu exemplos para implementação do conteúdo sempre verde em suas ações.

Espero que este artigo seja valioso para você.

Agora, estou curioso para saber o que pensa.

Não se esqueça de deixar abaixo seus comentários, questionamentos e também dividir com a gente a sua experiência na criação desse tipo de material.

Como o conteúdo evergreen tem ajudado você em sua estratégia?



[ad_2]

Fonte do Post

Leave a Comment